Oposição pressiona para garantir auxílio de R$ 600

Brasília, quarta-feira, 18 de novembro de 2020 - 17:6

POLÍTICA

Oposição pressiona para garantir auxílio de R$ 600


Por: Christiane Peres

Deputados voltam a cobrar votação da Medida Provisória 1000, que prorroga o auxílio emergencial. A expectativa dos parlamentares é mudar a proposta do governo, que reduziu o benefício pela metade, e retomar o valor de R$ 600.

Najara Araújo/Câmara dos Deputados
Deputada Jandira Feghali encaminha a obstrução pelo PCdoB

A sessão da Câmara desta quarta-feira (18) foi marcada por nova obstrução. As legendas de Oposição querem pôr na pauta a Medida Provisória (MP) 1000, que prorroga o auxílio emergencial, na expectativa de alterar a proposta do governo que reduz o benefício para R$ 300, e garantir aos trabalhadores o valor aprovado no início da pandemia pelo Congresso, ou seja, R$ 600.

“Nossa obstrução é para forçar o governo e a sua base a aceitar a votar a MP 1000. Não conseguimos imaginar que o governo tenha cortado pela metade o benefício e este Parlamento não fará nada. O governo corta o auxílio emergencial no momento mais difícil, onde temos 14 milhões de desempregados. Não há acordo enquanto o governo não aceitar votar a MP 1000”, destacou a líder do PCdoB na Câmara, deputada Perpétua Almeida (AC).

Em pauta estava a MP 993/2020, que prorroga o prazo o prazo de contratos de empregados do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). Apesar de não haver óbice à matéria, os parlamentares reforçaram a urgência de restabelecer o valor original do auxílio emergencial aos trabalhadores.

“Se é democrático, se querem votar tudo, votemos a MP 1000. Se o governo tem maioria, por que tem medo de votar a MP? Deem-nos o direito de disputar os R$ 600”, afirmou a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) ao declarar obstrução na votação da MP 993.

A vice-líder da Minoria, deputada Alice Portugal (PCdoB-BA), ao cobrar a votação da MP 1000, reforçou a preocupação com o avanço da miséria no país. “Essa é a MP do humanismo. Nós estamos vendo o novo crescimento da curva de contágio pelo coronavírus. É necessário prover as famílias. Estamos em obstrução não pelo conteúdo da matéria, mas pela necessidade de sermos solidários com o povo brasileiro”, explicou.

A MP 1000 já está em vigor. O texto, no entanto, recebeu 262 propostas de alteração de deputados e senadores. A maior parte delas com o objetivo de retomar os R$ 600 do auxílio emergencial. 









Últimas notícias

Notícias relacionadas

Sobre nós
Contatos

Área Restrita
Login
Liderança do PCdoB na Câmara dos Deputados
Praça dos Três Poderes, Câmara dos Deputados, anexo II, sala T-12
Brasília-DF - 70160-900 - Telefone: 55 (61) 3215-9732
ascompcdobcd@gmail.com