Deputados apontam que sanha golpista nos EUA serve de alerta ao Brasil

Brasília, quinta-feira, 7 de janeiro de 2021 - 13:29      |      Atualizado em: 15 de janeiro de 2021 - 12:4

POLÍTICA

Deputados apontam que sanha golpista nos EUA serve de alerta ao Brasil


Por: Da Redação

Invasão do Capitólio por bandos fascistas incitados por Trump, que não aceitam o resultado da eleição presidencial no país, fracassa e Congresso dos EUA confirma vitória de Biden.

Saul LOEB/AFP

A invasão violenta do Capitólio, sede do legislativo norte-americano em Washington, por apoiadores do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi repudiada por lideranças e parlamentares do PCdoB. A ação das milícias e supremacistas brancos, ocorrida nesta quarta-feira (6), tinha como objetivo impedir a certificação da vitória de Joe Biden, que saiu vencedor na eleição presidencial.

Vários deputados de oposição afirmaram que as críticas à conduta de Trump se aplicam também ao presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, que é aliado do presidente dos EUA e demonstrou em diversas ocasiões o propósito de atacar as instituições brasileiras, desrespeitando o rito democrático.

A líder do PCdoB na Câmara, deputada Perpétua Almeida (AC), afirmou que tanto Trump quanto Bolsonaro representam grave ameaça à democracia.

"Trump e seu aluno Bolsonaro são de fato uma grave ameaça à democracia. Nos preparemos! O Brasil precisa de uma grande frente ampla pra fazer frente a esse comportamento fascista que destrói democracias", advertiu a parlamentar.

O deputado federal Orlando Silva (PCdoB-SP) observou que o episódio põe em questão a auto-proclamação de “maior democracia do mundo”. Para ele, os incidentes nos EUA mostram a ameaça que Bolsonaro também representa para o Brasil.

“A bajulada como ‘maior democracia do mundo’ sofre hoje sua maior ameaça. Espero que o exemplo sirva para o Brasil. Bolsonaro é um criminoso, está tomando lições com seu mentor. Não deveria nem concluir o mandato. Mas, caso o faça, devemos estar preparados para tudo em 2022”, alertou.

A deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) condenou o modo como os extremistas trataram a imprensa antes de invadir o Congresso. “Do lado de fora do Capitólio invadido, apoiadores de Donald Trump perseguiram jornalistas e, com chutes e água, danificaram equipamentos usados por veículos de mídia. Ataque às instituições e ao voto. Ataque à imprensa”, observou.

Segundo a deputada Alice Portugal (PCdoB-BA), o que o presidente americano fez foi pisar na democracia e na Constituição de seu país. “Mas Trump é um derrotado e sabe que perdeu. Aí, incitar a invasão do Capitólio, manda recado de como seus asseclas devam agir, diante das presumíveis derrotas da extrema-direita”, disse.

O deputado Daniel Almeida (PCdoB-BA) também classificou a invasão do Congresso norte-americano pelos apoiadores de Trump como "uma violência à Constituição, à democracia e à soberania de um povo". "O fanatismo político cego e amoral. Rechaçamos veementemente!", completou.

A presidente nacional do PCdoB e vice-governadora de Pernambuco, Luciana Santos, comentou o episódio como a instauração de um caos social nos EUA. “Um país que é centro do capitalismo e se autoproclama a maior democracia do mundo vive tentativa de golpe. É um escândalo. E é também um alerta da necessidade de impedir a disseminação do germe do fascismo, da intolerância e do ódio”, analisou.

Desfecho

A vitória de Joe Biden e Kamala Harris na eleição presidencial foi confirmada pelo Congresso norte-americano na madrugada desta quinta-feira (7). A sessão conjunta da Câmara e do Senado foi retomada depois que um pelotão da Guarda Nacional chegou para apoiar a polícia de Washington, que conseguiu expulsar a turba de arruaceiros que tinha invadido o parlamento no dia anterior.

A polícia informou que quatro pessoas morreram em meio aos distúrbios.
 









Últimas notícias

Notícias relacionadas

Sobre nós
Contatos

Área Restrita
Login
Liderança do PCdoB na Câmara dos Deputados
Praça dos Três Poderes, Câmara dos Deputados, anexo II, sala T-12
Brasília-DF - 70160-900 - Telefone: 55 (61) 3215-9732
ascompcdobcd@gmail.com