Bolsonaro mente e diz que governo age para conter pandemia

Brasília, terça-feira, 23 de março de 2021 - 21:29

POLÍTICA

Bolsonaro mente e diz que governo age para conter pandemia


Por: Christiane Peres

No dia que o país ultrapassa a marca de 3 mil óbitos diários por Covid-19, Bolsonaro faz pronunciamento em cadeia nacional para dizer que governo não deixou de tomar medidas para enfrentar pandemia. Deputados apontam mentira do presidente da República.

Reprodução da Internet

Com 3.251 óbitos nas últimas 24h por Covid e com a parcialidade de Moro no caso de Lula ratificada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), Jair Bolsonaro decidiu à cadeia nacional na noite desta terça-feira (23) mentir à população. Em poucos minutos, o presidente que vem negando a gravidade da pandemia desde seu início, afirmou que seu governo “não deixou de tomar medidas” para enfrentar a crise sanitária.

Com os dados desta terça, o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), contabiliza que mais de 298 mil brasileiros tiveram suas vidas interrompidas pelo novo coronavírus.

“Falar que o governo não deixou de tomar medidas para enfrentar a pandemia é uma grande mentira do presidente. Dizer que as vacinas estão garantidas, só se ele estiver se referindo a outro país, porque no Brasil que não é. Foram 3.251 mortes nas últimas 24h e a culpa é de Bolsonaro! GENOCIDA!”, afirmou a vice-líder da Minoria, Alice Portugal (PCdoB-BA).

A vice-líder do PCdoB na Câmara, deputada Perpétua Almeida (AC), também apontou as mentiras de Bolsonaro em seu pronunciamento. “’Somos incansáveis na luta contra o coronavírus’, diz Bolsonaro. Maior mentira que já vi. Três minutos, foi o tempo da fala de Bolsonaro em cadeia nacional. Não tinha o que dizer sobre o trabalho dele no enfrentamento a pandemia, ele nada fez”, pontuou a parlamentar.

A deputada Professora Marcivânia (PCdoB-AP) também usou suas redes sociais para repercutir o pronunciamento de Bolsonaro e afirmou que se o Brasil possui alguma vacinação em curso “certamente não se deve ao esforço e liderança do presidente, mas sim à pressão da sociedade e ao esforço valoroso de prefeitos e governadores que tentam, dia-a-dia salvar vidas, APESAR do constante boicote do governo federal”.

Para citar apenas um dos boicotes do governo, em 2020, Bolsonaro travou verdadeira guerra contra o governador de São Paulo, João Doria, e a vacina coronavac, produzida em parceria entre o Instituto Butantan e a chinesa Sinovac. Chegou a proibir a compra de 54 milhões de doses da “vachina”, como a classificou, pelo Ministério da Saúde.

Panelaço

Várias cidades pelo Brasil registraram panelaços contra Bolsonaro durante seu pronunciamento fake. Em sua conta no Twitter, o deputado Orlando Silva (PCdoB-SP) afirmou que o barulho em São Paulo foi “beeem alto”.

O panelaço foi acompanhado de gritos de “Fora, Bolsonaro” e “Bolsonaro genocida”. Brasília, Rio de Janeiro, São Paulo, Belém, Recife, Fortaleza, Bahia, Curitiba, Goiânia, Porto Alegre, Belo Horizonte, Natal, João Pessoa são algumas das capitais que registraram protestos contra o governo Bolsonaro.

 









Últimas notícias

Notícias relacionadas

Sobre nós
Contatos

Área Restrita
Login
Liderança do PCdoB na Câmara dos Deputados
Praça dos Três Poderes, Câmara dos Deputados, anexo II, sala T-12
Brasília-DF - 70160-900 - Telefone: 55 (61) 3215-9732
ascompcdobcd@gmail.com