Deputados repudiam irregularidades na aplicação da vacina contra a Covid-19

Brasília, quinta-feira, 21 de janeiro de 2021 - 13:8

SAÚDE

Deputados repudiam irregularidades na aplicação da vacina contra a Covid-19


Por: Da Redação

Vacinação chegou a ser suspensa em Manaus, após denúncias que filhas de empresário são vacinadas enquanto profissionais da saúde ficam sem data para imunização.

Reprodução da internet

A vacinação contra a Covid-19 em Manaus foi suspensa nesta quinta-feira (21), depois que parentes de empresários locais postaram fotos sendo vacinados e foram acusados de "furar fila". A medida foi anunciada em meio à investigação do Ministério Público do Amazonas sobre suspeita de irregularidades na aplicação da vacina.

Outras irregularidades estão sendo investigadas no Pernambuco, onde o Ministério Público deflagrou na quarta (20) uma série de ações para intensificar a fiscalização da vacinação e descobrir quem furar a fila.

As denúncias de que médicos e enfermeiros na linha de frente do combate à pandemia ainda não receberam vacinas, enquanto pessoas que não fazem parte dos grupos prioritários já foram imunizadas, causou indignação.

A deputada Professora Marcivânia (PCdoB-AP) usou suas redes sociais para lamentar que, ante a uma boa notícia, como foi o início da vacinação no Brasil, ver gente "furando a fila da vacina" é uma demonstração de que ainda há muito para avançarmos e a combater em nosso País.

"Furar a fila da vacinação é não somente um péssimo exemplo, como também é inaceitável e deve ser combatido pelas instituições. De nossa parte, vamos pressionar no parlamento para que os responsáveis sejam punidos e para criar procedimentos que impeçam a sua continuidade", afirmou.

Segundo o deputado Orlando Silva (PCdoB-SP), uma das razões que levaram o Brasil ao atoleiro em que o País se encontra "é a sordidez de nossas elites". "A baixaria de furar a fila da vacina é tão covarde que dá náusea. Em uma cidade sem oxigênio para doentes terminais tem filhinho de papai passando na frente. Canalhas e hipócritas!", escreveu o parlamentar em sua conta no Twitter.

A deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) também reagiu com indignação. "Profissionais da linha de frente estão ficando sem vacina???", questionou.

Amazonas

O governo do estado alegou que a suspensão da vacinação em Manaus ocorreu para replanejamento da campanha. O objetivo, agora, é discutir os critérios que definirão quais profissionais de saúde e de quais unidades têm prioridade para receber as primeiras doses, já que a quantidade de vacinas disponibilizadas pelo governo federal é insuficiente.

A previsão é que os trabalhos sejam retomados na sexta-feira (22).

Pernambuco

As investigações sobre irregularidades estão sendo feitas no Recife, em Jupi e Sairé, no Agreste, e em São José do Egito, no Sertão. Segundo o procurador-geral de Justiça do estado, Paulo Augusto Freitas, os infratores podem ser punidos até com detenção e multa.

As Promotorias de pelo menos seis estados do Nordeste abriram investigações para apurar relatos de pessoas que furaram a fila da vacina contra a Covid-19 nos primeiros dois dias de imunização. Além do Pernambuco, casos foram registrados no Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Sergipe e Bahia.

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios também recebeu relatos de que servidores que não integram o grupo prioritário de imunização de Covid-19 foram vacinados na capital federal.









Últimas notícias

Notícias relacionadas

Sobre nós
Contatos

Área Restrita
Login
Liderança do PCdoB na Câmara dos Deputados
Praça dos Três Poderes, Câmara dos Deputados, anexo II, sala T-12
Brasília-DF - 70160-900 - Telefone: 55 (61) 3215-9732
ascompcdobcd@gmail.com