Deputados rechaçam mentiras de Bolsonaro sobre urnas eletrônicas

Brasília, sexta-feira, 30 de julho de 2021 - 16:17

POLÍTICA

Deputados rechaçam mentiras de Bolsonaro sobre urnas eletrônicas


Por: Walter Félix

Em transmissão ao vivo na quinta-feira (29), o presidente voltou a atacar o sistema de votação atual, mas reconheceu que não tem provas de fraude com o voto eletrônico.

Reprodução da internet

Jair Bolsonaro alardeou que apresentaria provas bombásticas de fraudes nas urnas eletrônicas. Mas sua enfadonha live das quintas-feiras não passou de um festival de bobagens. O presidente requentou vídeos antigos e falsos, que já forram amplamente desacreditados, para afirmar que não existem provas, apenas indícios contra o voto eletrônico.

Enfim, a transmissão ao vivo não passou de mais uma farsa para lançar dúvidas sobre as eleições de 2022. Pelas redes sociais, parlamentares da Bancada do PCdoB repudiaram mais uma iniciativa do chefe do Executivo para tentar desmoralizar antecipadamente o processo eleitoral.

"A live de ontem evidenciou aquilo que já é voz corrente nas feiras, nas vielas, nos balcões de botequins de todo o país: Bolsonaro é um doido varrido. Só que a loucura dele visa insuflar atos radicais contra as eleições e a democracia", comentou o deputado Orlando Silva (PCdoB-SP).

Em sua conta no Twitter, o parlamentar condenou as manobras regimentais bolsonaristas, que visam impedir a rejeição na comissão especial do relatório sobre o voto impresso. "Quer coagir o Congresso, mas vai perder", disse. "O que é mais constrangedor no Bolsonaro é o inacreditável amadorismo. O cara passou 3 anos - mais de 1.000 dias - falando que tinha prova de fraude na urna eletrônica. Será que não dava tempo de pelo menos fraudar uma fraude com um mínimo de decência? Que vexame!", completou Orlando.

Na mesma linha, a deputada Alice Portugal (PCdoB-BA) apontou que Bolsonaro é o "rei da fake news". "O Brasil só perde com esse mentiroso e irresponsável à frente do país!", postou. Para a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ), mais uma vez Bolsonaro "usou suas redes sociais para propagar mentiras que atacam a democracia".

"Após três anos falando em 'fraudes eleitorais', Bolsonaro faz live com notícias falsas e admite não ter provas das acusações. Mentiras são insustentáveis e ele confirma isso. É um vexame pro mundo", destacou o deputado Daniel Almeida (PCdoB-BA).

Segundo a deputada Perpétua Almeida (PCdoB-AC), a transmissão do presidente pela internet mostrou apenas que ele "é um mentiroso contumaz". A parlamentar lembrou que, pela manhã, Bolsonaro afirmava: “Vou apresentar provas de fraude eleitoral”. Mas à noite reconheceu: "Não tenho provas, vou deixar isso bem claro".

O líder do partido na Câmara, deputado Renildo Calheiros (PE), observou que, com o pretexto de que as urnas eletrônicas escondem manipulações, Bolsonaro "tenta impor ao país o voto impresso, a qualquer custo, este sim com longo e penoso histórico de fraudes e roubalheiras nas eleições".

Renildo avaliou que a insistência do presidente em repetir que “eleições limpas” só com voto impresso não passa de pretexto e a construção de uma narrativa para não aceitar o resultado das eleições, já que está vendo que suas chances de vitória estão cada vez menores.









Últimas notícias

Notícias relacionadas

Sobre nós
Contatos

Área Restrita
Login
Liderança do PCdoB na Câmara dos Deputados
Praça dos Três Poderes, Câmara dos Deputados, anexo II, sala T-12
Brasília-DF - 70160-900 - Telefone: 55 (61) 3215-9732
ascompcdobcd@gmail.com