Salles quer burlar PPA e reduzir meta de preservação da Amazônia

Brasília, terça-feira, 4 de agosto de 2020 - 18:50

MEIO AMBIENTE

Salles quer burlar PPA e reduzir meta de preservação da Amazônia


Por: Christiane Peres, com informações de agências

Líder do PCdoB critica desmonte patrocinado pelo ministro do Meio Ambiente.

Nacho Doce/Reuters

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, deu mais um passo em direção ao desmonte das políticas ambientais. Nesta terça-feira (4), a imprensa divulgou que a Pasta comandada por Salles sugeriu ao Ministério da Economia mudança na meta de redução do desmatamento ilegal no país prevista no Plano Plurianual (PPA).

Salles propôs que o objetivo de redução em 90% dos desmatamentos e incêndios ilegais até 2023, estabelecido no PPA, seja alterado. A nova meta seria que 390 mil hectares de vegetação nativa da Amazônia sejam preservados até o final da atual gestão – só no ano passado, apenas na Amazônia, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) registrou alertas de desmatamento em uma área de 9,1 mil quilômetros quadrados, o equivalente a 900 mil hectares.

Para a líder do PCdoB, deputada Perpétua Almeida (AC), Salles só se preocupa em destruir o meio ambiente. “É a mesma posição de quando ele queria aproveitar a pandemia passar a boiada, reduzir os critérios da legislação de proteção ambiental. Não podemos aceitar. É preciso cobrar que este ministro que deveria cuidar do meio ambiente, de fato, cuide”, destacou.

Para justificar a mudança, a Pasta alega que a diminuição de 90% até 2023 é um objetivo intermediário e que o governo federal adota como meta principal a redução de 100% do desmatamento ilegal até 2030.

A investida de Salles para reduzir a meta de preservação ocorre no momento em que o governo Jair Bolsonaro é criticado por ambientalistas e cobrado por investidores para reagir ao avanço da devastação das florestas.
 









Últimas notícias

Notícias relacionadas

Sobre nós
Contatos

Área Restrita
Login
Liderança do PCdoB na Câmara dos Deputados
Praça dos Três Poderes, Câmara dos Deputados, anexo II, sala T-12
Brasília-DF - 70160-900 - Telefone: 55 (61) 3215-9732
ascompcdobcd@gmail.com