Parlamentares brasileiros repudiam invasão da embaixada da Venezuela

Brasília, quarta-feira, 13 de novembro de 2019 - 12:55      |      Atualizado em: 19 de novembro de 2019 - 20:7

POLÍTICA

Parlamentares brasileiros repudiam invasão da embaixada da Venezuela


Por: Portal Vermelho     |    

A invasão da embaixada da Venezuela, em Brasília, por bolsonaristas e venezuelanos de direita, apoiadores de Juan Guaidó, autoproclamado presidente daquele país, foi repudiada por parlamentares do Congresso Nacional.

BBC

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente, publicou no Twitter não entender por que a atual embaixadora Maria Teresa Belandria está no cargo se o Brasil reconhece Guaidó como presidente.

Para a deputada Perpétua Almeida (PCdoB-AC) a diplomacia brasileira chega ao seu nível mais baixo.

“Teleguiada por Eduardo Bolsonaro a política externa brasileira é rasteira e destruidora. Agora apoiam invasão de território estrangeiro, como acontece neste momento na embaixada da Venezuela. Desmoralização total do Itamaraty”, criticou a parlamentar.

A líder da Minoria na Câmara dos Deputados, Jandira Feghali (PCdoB-RJ), considerou a situação gravíssima.

“Pelo que fomos informados, ao menos 30 invasores ainda estariam no local. Claramente orquestrado para ocorrer durante a reunião do BRICs em Brasília, que fechou acessos e dificultou a chegada de outros funcionários e militantes à embaixada.

Segundo ela, trata-se de um ato hostil àquele país e um atentado à soberania e à democracia.


“A Embaixada de qualquer país é território estrangeiro. O Eduardo Bolsonaro por não conseguir ser embaixador, estimula uma invasão e uma loucura diplomática contra a Venezuela?”, indagou a deputada Alice Portugal.

A presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann, disse que não houve deserção de pessoal diplomático e ninguém autorizou a entrada de apoiadores de Guaidó.

“Houve uma invasão violenta, que está sendo denunciada. O mais grave é o apoio e incentivo do governo Bolsonaro, violando convenção internacional”, protestou.


“O criador de confusão, incitador de violência, apoiador de golpes volta à cena pra estimular mais uma ilegalidade e criar confusão internacional. Embaixador é nomeado pelo governo legítimo de cada país e não pelo reconhecimento político de outro governo”, disse o deputado Marcelo Freixo (PSOL-RJ), referindo-se ao filho do presidente.

“Esse era o indicado para embaixador, né? Embaixada que seria um presente do papai para o filhinho mimado, por sinal”, ironizou o senador Humberto Costa (PT-PE). Segundo ele, os invasores estão uniformizados, dando uma clara demonstração de ação orquestrada na ambaixada.


Da redação









Últimas notícias

Notícias relacionadas

Sobre nós
Contatos

Área Restrita
Login
Liderança do PCdoB na Câmara dos Deputados
Praça dos Três Poderes, Câmara dos Deputados, anexo II, sala T-12
Brasília-DF - 70160-900 - Telefone: 55 (61) 3215-9732
ascompcdobcd@gmail.com