Bolsonaro ‘fez de tudo para não pagar auxílio’, critica Orlando Silva

Brasília, segunda-feira, 13 de julho de 2020 - 10:58

POLÍTICA

Bolsonaro ‘fez de tudo para não pagar auxílio’, critica Orlando Silva


Por: Portal Vermelho, com informações da CNN

O deputado do PCdoB rechaçou a publicação de Bolsonaro no domingo (12), no Twitter, dando a entender que o auxílio emergencial foi uma iniciativa do governo.

Agência Câmara

Em entrevista à CNN Brasil, o deputado Orlando Silva (PCdoB-SP) lembrou que o governo Bolsonaro “fez de tudo para não pagar” o auxílio emergencial para os informais e desempregados durante a pandemia de coronavírus. Além disso, o governo defendia um valor menor para o benefício, de R$ 200 ou R$ 300.

Bolsonaro, que tem adotado uma postura menos beligerante por conta dos avanços das investigações contra seus aliados e familiares, fez uma publicação neste domingo (12) em suas redes sociais, dizendo que a situação do país só não está pior por causa das ações do governo como o socorro às pequenas e médias empresas e o pagamento do auxílio emergencial.

Orlando Silva disse que o governo toma para si um mérito do Congresso. Segundo o deputado, a postagem de Bolsonaro pode ser enquadrada com ‘uma espécie de fake news’.

“O auxílio foi uma proposta apresentada pelo Congresso e encaminhada ao Executivo, que fez de tudo para não pagar”, disse o deputado. “O [ministro da Economia] Paulo Guedes chegou a anunciar que ia reduzir para R$ 200 ou R$ 300 e o presidente Bolsonaro não apresentou propostas para apoiar estados e municípios. 90% [das ações para reduzir o impacto da pandemia] foi iniciativa do Parlamento brasileiro”, lembrou.

Interino na Saúde

O deputado também destacou que em meio à pandemia, que já conta com mais de 70 mil brasileiros mortos, o governo federal só atrapalha. “Bolsonaro é um estorvo para o Brasil”, disse. Ele criticou a falta de um ministro titular na pasta da Saúde, assim como a utilização da cloroquina no combate à Covid-19.

Para o deputado do PCdoB, a utilização do medicamento é “gravíssima”. “Não há prova científica de que a cloroquina serve para combater o coronavírus (…) Bolsonaro induz as pessoas a tomar uma droga que não tem comprovação da ciência e pessoas estão perdendo a vida por conta disso”, criticou.









Últimas notícias

Notícias relacionadas

Sobre nós
Contatos

Área Restrita
Login
Liderança do PCdoB na Câmara dos Deputados
Praça dos Três Poderes, Câmara dos Deputados, anexo II, sala T-12
Brasília-DF - 70160-900 - Telefone: 55 (61) 3215-9732
ascompcdobcd@gmail.com