PIB despenca 4,1% e Brasil sai do grupo das 10 maiores economias

Brasília, quarta-feira, 3 de março de 2021 - 15:16

ECONOMIA

PIB despenca 4,1% e Brasil sai do grupo das 10 maiores economias


Por: Da Redação, com informações do Portal Vermelho

O desempenho do PIB mostra que Bolsonaro e Guedes não cumpriram a promessa de salvar a economia.

Reprodução da Internet
Bolsonaro e Guedes mentem sobre recuperação econômica; PIB tem queda de 4,1%

O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro – soma de todos os bens e serviços produzidos no país e serve para medir a evolução da economia – sofreu um tombo de 4,1% em 2020, numa demonstração de que governo Bolsonaro não foi capaz de “salvar a economia”, como anunciou o presidente da República.  Os dados são do Sistema de Contas Nacionais Trimestrais, divulgados nesta quarta-feira (3) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

“É o maior recuo anual da série iniciada em 1996. Essa queda interrompeu o crescimento de três anos seguidos, de 2017 a 2019, quando o PIB acumulou alta de 4,6%”, informou o IBGE. Ou seja, os números de 2020, superiores à  queda de 3,5% registrada em 2015,  praticamente anulam o irrisório crescimento dos anos anteriores.

Deputados do PCdoB reagiram à divulgação dos dados. A deputada Jandira Feghali (RJ) afirmou que a “farsa acabou”. “PIB cai 4% em 2020 e o Brasil enconlheu. Sem vacina, sem auxílio, com reformas neoliberais que destruíram o Estado (previdência, trabalhista, terceirização), o estrago será implacável em 2021. E quem paga? O povo. Como se sabe, os ricos ficaram mais ricos”, destacou em sua conta no Twitter.

O deputado Orlando Silva (SP) lembrou que o resultado só não foi pior devido ao auxílio emergencial aprovado pelo Congresso e criticou a falácia do discurso de Bolsonaro e Guedes sobre recuperação econômica. “PIB do Brasil teve um tombo de 4,1%, os piores índices desde que a pesquisa é feita. Indústria, comércio e serviços na lona. A recuperação em V é mentira de Bolsonaro e Paulo Guedes. A situação só não foi pior graças ao auxílio emergencial, que sustentou o consumo das famílias. Até a agropecuária, que cresceu cerca de 2%, teve desempenho frágil. A volta do auxílio de R$ 600 é vital para enfrentar a pandemia e ter condições mínimas de estabilidade. Paulo Guedes disse que é "demissível em 30 segundos" e que vai embora se estiver fazendo coisa errada. Esse poço de incompetência e prepotência acaba de afundar a economia em 4,1% e com o último trimestre em desaceleração. Vamos contar? 1, 2, 3...”, afirmou o parlamentar em suas redes.

O deputado Daniel Almeida (BA) também comentou o dado. Para ele, “o desmantelamento do Brasil se aprofunda a cada dia que passa com Bolsonaro no poder”.

“Com queda de 4,1% do PIB, o Brasil deixou grupo das 10 maiores economias do mundo. A coisa é séria e o culpado tem nome: Bolsonaro, que ao invés de garantir a vacina, agora mandou buscar em Israel outra falcatrua: "Spray Milagroso" para Covid, cuja eficácia ainda não é comprovada!”, alertou a deputada Alice Portugal (BA).









Últimas notícias

Notícias relacionadas

Sobre nós
Contatos

Área Restrita
Login
Liderança do PCdoB na Câmara dos Deputados
Praça dos Três Poderes, Câmara dos Deputados, anexo II, sala T-12
Brasília-DF - 70160-900 - Telefone: 55 (61) 3215-9732
ascompcdobcd@gmail.com