Oposição defende direito de greve de portuários

Brasília, quinta-feira, 30 de julho de 2020 - 14:13

DIREITOS

Oposição defende direito de greve de portuários


Por: Agência Câmara

Deputados afirmam que recorrerão à Justiça caso texto não seja revertido no Senado.

Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados
Alice Portugal defende direito de greve dos portuários

Deputados de oposição afirmaram que podem ir à Justiça contra mudanças da Medida Provisória 945/20 que consideram limitação ao direito de greve dos portuários. Aprovada na madrugada desta quinta-feira (30), a MP contém ações temporárias de enfrentamento à pandemia de Covid-19 no setor portuário, como afastamento remunerado de trabalhadores.

A MP foi alvo de obstrução de partidos contrários ao governo, o que levou a votação madrugada adentro. Deputados oposicionistas tentaram, sem sucesso, retirar a alteração no direito de greve durante a votação dos destaques.
A deputada Alice Portugal (PCdoB-BA) afirmou que, se o texto não for revertido no Senado, os partidos irão à Justiça. “Ou o Senado resolve essa mudança no direito de greve ou vamos ter de judicializar”, disse.

A MP modifica a Lei de Greve para incluir as atividades portuárias entre as que não podem parar (serviços essenciais), equiparando-as a outras como assistência médico-hospitalar e distribuição de energia elétrica.

Para a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ), no entanto, a proposta entra em choque com o direito constitucional de greve. Ela também criticou outras mudanças do texto. “Em uma MP, não é correto trazer medidas estruturantes, mudar a Lei dos Portos, dar poderes para uma agência reguladora”, lamentou.









Últimas notícias

Notícias relacionadas

Sobre nós
Contatos

Área Restrita
Login
Liderança do PCdoB na Câmara dos Deputados
Praça dos Três Poderes, Câmara dos Deputados, anexo II, sala T-12
Brasília-DF - 70160-900 - Telefone: 55 (61) 3215-9732
ascompcdobcd@gmail.com