Jandira quer ouvir ministro sobre medicamentos

Brasília, quinta-feira, 18 de julho de 2019 - 16:21

SAÚDE

Jandira quer ouvir ministro sobre medicamentos


Por: Portal Vermelho     |    

A líder da Minoria na Câmara acredita que, mesmo a suspensão estando "dentro do processo contratual", é preciso que o ministério forneça detalhes sobre a política de produção de medicamentos no Brasil. "O que mais me importa agora é saber qual será o preço dos medicamentos, quem vai produzir, com que tecnologia, como que vamos garantir a independência do Brasil em relação a isso", afirma a deputada.

Richard Silva - PCdoB na Câmara

Após o Ministério da Saúde (MS) romper contratos com sete laboratórios públicos nacionais para a fabricação de medicamentos distribuídos gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS), parlamentares se manifestaram contra a medida e propuseram que o responsável pela pasta, ministro Luiz Mandetta, vá à Câmara e ao Senado prestar esclarecimentos, após o recesso parlamentar. A informação é do Correio Braziliense.

Noticiada na terça-feira (16/7), a ruptura de Parcerias de Desenvolvimento Produtivo (PDPs) também preocupa profissionais da saúde e os laboratórios públicos afetados, que darão início a ações judiciais. A assessoria do senador e ex-ministro da Saúde, José Serra (PSDB-SP), informou ao Correio que o parlamentar também pretende convidar o atual ministro para se explicar ao Senado.

Jandira Feghali  acredita que a suspensão de contratos não resultará na falta de medicamentos para a população, porém, se preocupa com o abastecimento de remédios a médio e longo prazo. "Se não houver uma política de produção nacional, ficaremos na mão do mercado estrangeiro. Por isso, temos que aproveitar esse momento para convidar o ministro à Câmara. Acho que o ministro não recusará o convite, então não vai ser necessário fazer a convocação", disse.

O deputado Alessandro Molon (PSB-RJ), líder da Oposição, apoia que Mandetta compareça ao plenário para explicar o ocorrido, no entanto, sugere a convocação. “Queremos que o Ministro venha explicar para a Câmara por que o governo está suspendendo convênios para a produção de remédios indispensáveis para a saúde e a vida da população. Por isso, vamos requerer sua convocação”.

Se a Câmara aprovar o pedido de convocação, o ministro é obrigado a comparecer, sob o risco de ter de responder legalmente caso não compareça. Já um convite, como sugere a deputada do PCdoB, pode ser recusado sem consequências legais.









Últimas notícias

Notícias relacionadas

Sobre nós
Contatos

Área Restrita
Login
Liderança do PCdoB na Câmara dos Deputados
Praça dos Três Poderes, Câmara dos Deputados, anexo II, sala T-12
Brasília-DF - 70160-900 - Telefone: 55 (61) 3215-9732
ascompcdobcd@gmail.com