Deputados rechaçam ataque de Bolsonaro a presidente da OAB

Brasília, segunda-feira, 29 de julho de 2019 - 13:33      |      Atualizado em: 1 de agosto de 2019 - 13:9

POLÍTICA

Deputados rechaçam ataque de Bolsonaro a presidente da OAB


Por: Da Redação

Numa provocação a Felipe Santa Cruz, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Bolsonaro afirmou que se ele quiser saber como o pai dele desapareceu na ditadura iria contar. Fernando Santa Cruz Oliveira, pai do presidente do órgão, desapareceu após ter sido preso por agentes do regime militar no Rio.

Richard Silva - PCdoB na Câmara

Bolsonaro reclamou da atuação da OAB do caso de Adélio Bispo, autor do atentado à faca do qual foi alvo.

"Por que a OAB impediu que a Polícia Federal entrasse no telefone de um dos caríssimos advogados? Qual a intenção da OAB? Quem é essa OAB? Um dia, se o presidente da OAB quiser saber como é que o pai dele desapareceu no período militar, conto pra ele. Ele não vai querer ouvir a verdade. Conto pra ele”, diz um trecho da matéria do UOL.

A líder da Minoria na Câmara dos Deputados, Jandira Feghali (PCdoB-RJ), prestou solidariedade ao dirigente da OAB e fez duras críticas a Bolsonaro.

“Somos governados por um ser desprezível, que do cargo da Presidência insinua os crimes da Ditadura que fizeram vítima o pai de Fernando Santa Cruz. Deplorável! Nossa solidariedade, Fernando! Não permitiremos que a verdade seja esquecida e a justiça não seja feita!”, escreveu no Twitter.

Para o líder do PCdoB na Câmara, Daniel Almeida (BA), Bolsonaro “segue sendo irresponsável e imprudente com os absurdos que fala”. “A OAB tem papel importantíssimo na justiça brasileira, promovendo a dignidade e a independência, observando a ética e as prerrogativas profissionais”, observou.

‏O parlamentar também prestou solidariedade ao presidente da entidade e a todos os parentes e familiares de desaparecidos na ditadura.

“Fala cruel, nojenta, asquerosa. Jair Bolsonaro tem demonstrações de agressividade psicopata”, disse o deputado Márcio Jerry (PCdoB-MA).

O deputado Orlando Silva (PCdoB) também usou suas redes sociais para condenar a fala do presidente da República e defender o dirigente de classe dos advogados brasileiros.

“É inaceitável que Bolsonaro faça uma declaração asquerosa como essa sobre o pai de Felipe Santa Cruz, desaparecido político na ditadura. O Brasil vive tempos sombrios. Vozes das trevas contaminam o ambiente e alimentam o clima de ódio. A democracia corre risco”, advertiu.

Portal Vermelho com informações do UOL









Últimas notícias

Notícias relacionadas

Sobre nós
Contatos

Área Restrita
Login
Liderança do PCdoB na Câmara dos Deputados
Praça dos Três Poderes, Câmara dos Deputados, anexo II, sala T-12
Brasília-DF - 70160-900 - Telefone: 55 (61) 3215-9732
ascompcdobcd@gmail.com