Deputados reagem à convocação de Bolsonaro para ato contra Congresso

Brasília, quarta-feira, 26 de fevereiro de 2020 - 13:11

POLÍTICA

Deputados reagem à convocação de Bolsonaro para ato contra Congresso


Por: Walter Félix

Bancada do PCdoB reage a vídeos compartilhados por Bolsonaro e aponta que presidente da República comete crime de responsabilidade.

Adriano Machado/Reuters

Vários parlamentares da Bancada do PCdoB reagiram fortemente aos vídeos compartilhados por Bolsonaro a favor de ato contra o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal, marcado para 15 de março. O presidente compartilhou os vídeos pelo seu WhatsApp na última terça-feira (25).

A líder do partido na Câmara, Perpétua Almeida (AC), lembrou outras manifestações golpistas emanadas pelo clã do Palácio do Planalto, para assinalar que “Bolsonaro e filhos nunca aceitaram a democracia”.

“Ele quer destruir a Constituição ao incitar o fechamento do Congresso e STF. Pare! Não permitiremos!”, frisou a líder da Bancada por meio de suas redes sociais.

O deputado Orlando Silva (PCdoB-SP) considerou o compartilhamento dos vídeos um ato “gravíssimo” do presidente da República. Ele citou o Artigo 85, II, da Constituição Federal, observando que Bolsonaro “comete crime de responsabilidade” ao convocar ato contra o Congresso Nacional.

“Os limites já foram ultrapassados faz tempo. Agora, as portas do Estado Democrático foram arrombadas. Não há mais como tolerar, e esse doente precisa ser contido com a energia da lei”, afirmou o parlamentar.

A deputada Alice Portugal (PCdoB-BA) também aponta que Jair Bolsonaro cometeu crime de responsabilidade ao convocar seus seguidores para o ato de 15 de março.

Para ela, foi um ato autoritário que ataca a democracia e a Constituição Federal. “Ao tentar jogar a nação contra o Congresso Nacional, o presidente comete crime de responsabilidade. Todos, independentemente de partido ou opção ideológica, devemos nos unir em defesa da democracia. Está aberta a nova temporada da resistência”, disse a deputada.

O deputado Márcio Jerry (PCdoB-MA) afirmou que a defesa do ato contra o Congresso “afronta a democracia, transgride a lei e apequena ainda mais o presidente”. “A democracia nos convoca a defendê-la com toda clareza e contundência. Não há neste caso nenhum silêncio que não seja cúmplice de golpismos e agressões à ordem constitucional”, assinalou.

A deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ), líder da Minoria na Câmara, conclamou as forças democráticas a se unirem “contra o fascismo em ascensão no País”. “Não dá pra encarar mais essa atitude do presidente como algo menor ou isolado”, sublinhou.

Segundo reportagem da colunista Vera Magalhães, Bolsonaro compartilhou de seu celular um vídeo convocando para a manifestação do dia 15 de março. O ex-deputado Alberto Fraga (DF), amigo do presidente, confirmou que Bolsonaro enviou o vídeo convocando o ato.









Últimas notícias

Notícias relacionadas

Sobre nós
Contatos

Área Restrita
Login
Liderança do PCdoB na Câmara dos Deputados
Praça dos Três Poderes, Câmara dos Deputados, anexo II, sala T-12
Brasília-DF - 70160-900 - Telefone: 55 (61) 3215-9732
ascompcdobcd@gmail.com