Não existe tratamento precoce contra a Covid-19, alertam deputados

Brasília, terça-feira, 23 de fevereiro de 2021 - 17:14

POLÍTICA

Não existe tratamento precoce contra a Covid-19, alertam deputados


Por: Da Redação

Jornais de grande circulação divulgaram publicidade assinada por grupo médico defendendo tratamento precoce. Parlamentares condenaram divulgação e lucro com disseminação de fake news.

Reprodução da Internet
Jornais disseminam informe publicitário contendo fake news sobre tratamento contra a Covid-19

Ao menos sete jornais de grande circulação – Folha de S.Paulo (SP), O Globo (RJ), Jornal do Commercio (PE), Estado de Minas (MG), Correio Braziliense (DF), Jornal Correio (BA), O Povo Online (CE) e Zero Hora (RS) –  divulgaram nesta terça-feira (23) um informe publicitário em defesa de “tratamento precoce” contra a Covid-19. O texto, assinado pela Associação Médicos pela Vida”, defende o uso de um “coquetel de medicamentos”, que pode incluir hidroxicloroquina, azitromicina e corticosteroides para conter a doença, mesmo que não haja comprovação científica sobre a eficácia dos remédios contra a doença.

Parlamentares do PCdoB condenaram a postura dos veículos de comunicação e lembraram que não existe tratamento precoce contra a Covid-19.

“Os principais jornais da grande mídia aceitaram publicar um anúncio enorme ($$$$) de um tal grupo "Médicos pela Vida" que defende tratamento precoce contra Covid-19. NÃO EXISTE TRATAMENTO PRECOCE”, alertou a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ).

O deputado Orlando Silva (PCdoB-SP) também lamentou a divulgação de fake news pelos jornais e cobrou retratação. “Lamentável a atitude dos jornalões que aceitaram divulgar publicidade de tratamento inexistente contra a Covid. A troco de 30 moedas, publicaram as fake news que tanto criticam. Em respeito aos quase 250 mil mortos, deveriam se retratar”, destacou.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) já rejeitaram a utilização da hidroxicloroquina, ivermectina, azitromicina e doxiciclina no cuidado de pessoas que tenham sido contaminadas pelo coronavírus, uma decisão que é corroborada por instituições como o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos e da Europa, e mesmo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).









Últimas notícias

Notícias relacionadas

Sobre nós
Contatos

Área Restrita
Login
Liderança do PCdoB na Câmara dos Deputados
Praça dos Três Poderes, Câmara dos Deputados, anexo II, sala T-12
Brasília-DF - 70160-900 - Telefone: 55 (61) 3215-9732
ascompcdobcd@gmail.com