Violência contra a mulher: Não podemos nos omitir, diz líder do PCdoB

Brasília, quarta-feira, 25 de novembro de 2020 - 15:53

POLÍTICA

Violência contra a mulher: Não podemos nos omitir, diz líder do PCdoB


Por: Portal PCdoB

A parlamentar lembra que os processos de invisibilização e violência que as mulheres e meninas têm enfrentado só se intensificaram na pandemia da Covid-19.

Maryanna Oliveira/ Agência Câmara
"Combater a normalização do machismo é fundamental", diz Perpétua

A líder do PCdoB na Câmara, deputada federal Perpétua Almeida (AC), tratou, em suas redes sociais nesta quarta-feira (25), Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres, sobre a importância da mobilização da sociedade para o enfrentamento desta dura realidade.

“Começa hoje a campanha mundial de 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher. Cerca de 150 países já aderiram à campanha. Aqui no Brasil, estamos nesta luta desde 2003. Não podemos nos omitir diante da violência crescente contra nós mulheres”, colocou.

Diariamente, ressaltou, “precisamos lutar, denunciar, buscar ajuda e ajudar. Combater a normalização do machismo é fundamental, como também educar nossas crianças, jovens e homens”.

A parlamentar lembrou ainda que “os processos de invisibilização e violência que as mulheres e meninas têm enfrentado só se intensificaram nesta pandemia da Covid-19. Não se cale! Faça parte deste movimento que este ano questiona: Onde você está que não me vê?”.

Situação alarmante

A campanha é mais do que necessária. Os dados sobre violência contra a mulher são alarmantes. De acordo com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), foram registrados 648 feminicídios no país apenas no primeiro semestre de 2020, número quase 2% superior ao registrado no mesmo período do ano passado.

Conforme o monitoramento “Um vírus e duas guerras”— parceria entre sete veículos de jornalismo independente — desde que a pandemia teve início, entre março e agosto, um feminicídio ocorreu a cada nove horas no Brasil.

Além disso, dados de 2018 do FBSP mostram que foram registrados mais de 263 mil casos de lesão corporal dolosa no âmbito da Lei Maria da Penha. Naquele mesmo ano, o país bateu o triste recorde de 66 mil casos de estupros, o que equivale a cerca de 180 por dia.









Últimas notícias

Notícias relacionadas

26/11 - 17:44 | SEMANA DE 29 DE NOVEMBRO A 3 DE DEZEMBRO
Plenário segue votando Medidas Provisórias

5/11 - 16:6 | SEMANA DE 8 A 12 DE NOVEMBRO
Votações se reiniciam com Medidas Provisórias

18/6 - 16:28 | SEMANA DE 21 A 25 DE JUNHO
Câmara começa semana com pauta ainda indefinida

4/6 - 12:27 | SEMANA DE 7 A 11 DE JUNHO
Pauta continua bloqueada por Medidas Provisórias

14/5 - 12:22 | SEMANA DE 17 A 22 DE MAIO
Plenário vota emendas do Senado à MP 472

Sobre nós
Contatos

Área Restrita
Login
Liderança do PCdoB na Câmara dos Deputados
Praça dos Três Poderes, Câmara dos Deputados, anexo II, sala T-12
Brasília-DF - 70160-900 - Telefone: 55 (61) 3215-9732
ascompcdobcd@gmail.com