Jandira: Bolsonaro é cúmplice dos crimes ambientais no país

Brasília, terça-feira, 3 de setembro de 2019 - 19:0

MEIO AMBIENTE

Jandira: Bolsonaro é cúmplice dos crimes ambientais no país


Por: Walter Félix

A deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) participou na tarde desta terça-feira (3) do seminário “Terra e territórios: alimentação saudável e redução de agrotóxicos”. O evento reuniu comissões temáticas, frentes parlamentares e entidades ambientalistas na Câmara dos Deputados para criticar e denunciar o aumento do uso de agrotóxicos no país.

Richard Silva - PCdoB na Câmara

Durante o seminário, também foi lançada a Frente Parlamentar em defesa da Agroecologia e da Produção Orgânica.

Líder da Minoria na Câmara, a parlamentar criticou a insensibilidade de governantes “incultos” que não conseguem perceber a importância de incentivar a produção no campo com respeito à terra, aos povos originários e preservação do meio ambiente.

Jandira também denunciou o desmonte dos órgãos de fiscalização ambiental, que resultou no aumento criminoso do desmatamento, das queimadas e outros crimes ambientais.

“O governo é cumplice dos crimes ambientais, porque ataca a ciência e desestrutura os órgãos de fiscalização. Acaba com o Ibama, com o ICMBio, com os órgãos de fiscalização deste país. Não queremos a liberação de 300 agrotóxicos. Nós queremos alimentação saudável. Queremos garantir uma legislação justa, não o projeto de lei do veneno”, afirmou.

Segundo as entidades que apoiaram o seminário, a disputa pela terra no país está, cada vez mais, complexa e acentuada. O governo estimula o desmatamento para fins de produção rural e mineral, ao mesmo tempo que corta recursos dos órgãos de fiscalização e controle ambiental. Instituições internacionais também estão cada vez mais presentes, como grandes empresas ligadas ao agronegócio e mineradoras, resultando em concentração fundiária, desmatamento, presença de agrotóxicos nos alimentos e no meio ambiente e violência.

A população urbana também é atingida pelas consequências à sua saúde e segurança alimentar. Nesse sentido, o objetivo principal do evento foi mostrar a importância da redução do uso de agrotóxicos para a produção de alimentos e propor uma agenda legislativa sobre os temas da terra, dos territórios e da alimentação saudável.

“Tenho certeza que nós teremos a capacidade de virar esse jogo. E a virada virá pelas mãos da consciência do povo brasileiro, com atuação organizada das nossas entidades, dos partidos políticos, mas com muita unidade, com muita amplitude. Precisamos ter muita amplitude, acolher as pessoas que já estão compreendendo a besteira que fizeram ao ungir das urnas o governante que se encontra no Palácio do Planalto”, avaliou a líder.

Agronegócio

Antes de participar do seminário, Jandira Feghali e outros líderes partidários acompanharam o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), em um encontro com representantes do setor do agronegócio. No evento, a deputada comunista falou sobre a importância de se buscar uma sintonia entre a defesa do meio ambiente e as atividades do agronegócio.

“Economia, produção e meio ambiente são temas de todos, porque são temas nacionais e, independente da cidade ou do campo, importam a uma coisa chamada projeto nacional de desenvolvimento. Precisamos tratar isso com a seriedade que o tema merece”, disse.

Maia indicou que a Câmara deve votar nesta semana alguns projetos que sinalizem a proteção das florestas e o combate às queimadas. Já em relação ao projeto que muda as regras do licenciamento ambiental, o presidente disse que só vai pautar quando o texto tiver consenso.









Últimas notícias

Notícias relacionadas

Sobre nós
Contatos

Área Restrita
Login
Liderança do PCdoB na Câmara dos Deputados
Praça dos Três Poderes, Câmara dos Deputados, anexo II, sala T-12
Brasília-DF - 70160-900 - Telefone: 55 (61) 3215-9732
ascompcdobcd@gmail.com