Veja revela que Sérgio Moro é criminoso, dizem parlamentares

Brasília, sexta-feira, 5 de julho de 2019 - 13:41      |      Atualizado em: 9 de julho de 2019 - 19:1

POLÍTICA

Veja revela que Sérgio Moro é criminoso, dizem parlamentares


Por: Iram Alfaia

Em parceria com o The Intercept Brasil, a revista Veja desta sexta-feira (5) traz novas revelações sobre as conversas nada republicanas entre o então juiz Sérgio Moro (ministro da Justiça), o procurador Deltan Dallagnol, delegados e outros procuradores. O conteúdo da reportagem comprova que Moro agiu como verdadeiro chefe do Ministério Público Federal, o que é incompatível com a posição de neutralidade da magistratura.

PCdoB na Câmara

Para a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ), líder da Minoria na Câmara dos Deputados, a revista comprovou o pior dos cenários: “Moro teve comportamento criminoso contra o Estado democrático de Direito e o devido processo legal. Ilegalidades atrás de ilegalidades”, diz.

O deputado Orlando Silva (PCdoB-SP) avalia como insustentável a posição de Moro, que mentiu ao Congresso.

“Até o Faustão confirmou a conversa. Não dá para negar. Nem defender a normalidade", pois estabeleceu relação de chefia com o MP. Não havia a hipótese absolvição para Moro. A condenação era pré-estabelecida. Ilegal!”, disse o deputado, referindo-se a um aconselhamento de apresentador da Globo para que os procuradores usassem vocabulário mais popular nas entrevistas.

A Veja, segundo analisa Orlando Silva, coloca por terra as negativas de Sergio Moro. “A autenticidade dos diálogos fica provada. Não são conversas "normais", mas ilegalidades que vão de orientar provas e determinar datas de operações até negar delações que não lhe agradavam. Moro mentiu ao Congresso”, concluiu.

A deputada Alice Portugal (PCdoB-BA) diz que as novas revelações sobre a atuação de Sérgio Moro enquanto juiz na Operação Lava Jato comprovam que o juiz cometeu crimes. “Novos diálogos reiteram que Moro orientava de forma ilegal ações na operação”, disse.

A presidente da Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara, deputada Professora Marcivânia (PCdoB-AP), diz que o ministro Moro mentiu nesta semana no seu depoimento na Câmara.

“Esta semana, perguntamos ao ministro se os diálogos divulgados pelo The Intercept eram verdadeiros. Hoje a Veja mostra que o silêncio do ministro pode ser de alguém que é culpado!”, analisou.

O deputado Márcio Jerry (PCdoB-MA) diz que a reportagem desmascarou o ministro Moro como juiz parcial e ilegal. “E imoral!”, completou.

O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), destacou o trabalho feito pela revista para desvendar as irregularidades cometidas pelo então juiz Moro.

“A equipe de reportagem analisou 649 mil mensagens. Palavra por palavra, as comunicações examinadas são verdadeiras e mostram que a #VazaJato é ainda mais grave. Moro cometeu diversas irregularidades e se negou a receber o material da revista para comentar”, afirmou o senador.

O deputado Marcelo Freixo (PSOL-RJ) diz que as novas revelações de Veja, sobre os diálogos entre Moro e procuradores da Lava Jato, não deixam dúvidas de que o ex-juiz atuou de forma escandalosamente ilegal. “E quando um juiz viola a lei, a principal vítima é o Estado de Direito”, concluiu.









Últimas notícias

Notícias relacionadas

Sobre nós
Contatos

Área Restrita
Login
Liderança do PCdoB na Câmara dos Deputados
Praça dos Três Poderes, Câmara dos Deputados, anexo II, sala T-12
Brasília-DF - 70160-900 - Telefone: 55 (61) 3215-9732
ascompcdobcd@gmail.com