PCdoB quer punição de autor de áudio contra Lula

Brasília, terça-feira, 10 de abril de 2018 - 17:44

INVESTIGAÇÃO

PCdoB quer punição de autor de áudio contra Lula


Por: Christiane Peres

Parlamentares vão à Polícia Federal pedir investigação e punição de autor de áudio. Legenda afirma que há indício de crime.

Richard Silva/PCdoB na Câmara

A presidenta nacional do PCdoB, deputada Luciana Santos (PE), as vice-líderes da Minoria na Câmara, Jandira Feghali (RJ) e Jô Moraes (MG) e a senadora Vanessa Grazziotin (AM) foram, na tarde desta terça-feira (10), à sede da Polícia Federal, em Brasília, pedir que o órgão investigue o autor dos áudios gravados durante o voo que levava o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para Curitiba.

De acordo com Luciana Santos, há indícios de crime e é preciso que haja investigação. “Consideramos que os áudios incitando a violência contra Lula é um crime e entendemos que é necessário que haja apuração e punição ao autor ou autores”, pontuou Luciana.

No documento apresentado à PF, a legenda cita as frases que geraram o pedido de investigação: “manda esse lixo janela abaixo aí” e “leva e não traz nunca mais”. Para o PCdoB, os áudios incitavam os aeronautas ou controladores de tráfego aéreo ao “crime de homicídio contra o ex-presidente Lula”.

“A FAB chegou a emitir nota dizendo que não se tratavam de funcionários da instituição, mas o que nos importa é que a investigação seja feita. Achamos estranho que qualquer cidadão possa invadir uma frequência de voo. Então, é preciso que se apure o que houve”, afirmou a deputada Jô Moraes.

O pedido de investigação se baseia no artigo 286 do Código Penal, que tipifica o crime de incitação à prática de crime. De acordo com o documento, o crime é agravado por ter sido cometido por “motivo fútil ou torpe”, conforme prevê a alínea “a”, do inc. II, art. 61, do Código Penal; “com abuso de poder ou violação de dever inerente a cargo, ofício, ministério ou profissão”, segundo a alínea “g”, do inc. II, art. 61, do Código Penal; e pelo fato de o “ofendido, o ex-presidente da República, estar sob a imediata proteção da autoridade”, segundo alínea “i”, do inc. II, art. 61, do Código Penal.

Segundo a deputada Jandira Feghali, a indicação é de que a PF encaminhará as investigações. Segundo ela, os áudios demonstram a polarização política no país.

“São áudios que incitam a agressão e a morte de Lula, além dos rojões lançados quando estavam saindo. São vidas que estão sendo colocadas em risco, além de Lula havia o piloto, o agente da PF. Isso é crime político. Num ambiente desses, se não se apura o que houve e se não há punição, esse tipo de ato pode aumentar. Por isso é tão importante que a PF instaure o inquérito e apure os fatos”, afirmou.
 









Últimas notícias

Notícias relacionadas

Sobre nós
Contatos

Área Restrita
Login
Liderança do PCdoB na Câmara dos Deputados
Praça dos Três Poderes, Câmara dos Deputados, anexo II, sala T-12
Brasília-DF - 70160-900 - Telefone: 55 (61) 3215-9732
ascompcdobcd@gmail.com